[Crítica] Amor Amargo – Jennifer Brown

Escrever sobre Amor Amargo é uma tarefa amarga. Não porque o livro é mal escrito. Longe disso! A dificuldade de falar dessa história está na complicada temática dos relacionamentos abusivos.

Alex é uma adolescente estudiosa, que está em seu último ano do colégio. Ela e seus dois melhores amigos, Bethany e Zach planejam uma viagem para o Colorado após a formatura, para que Alex conheça o lugar que sua mãe estava quando morreu em um acidente. O planejamento para a viagem corre como planejado até Cole chegar no colégio e na vida de Alex.

Sensível, simpático, divertido, estudioso, bonito. Cole é praticamente um sonho! E ele está interessado nela! Alex não poderia imaginar maior sorte. Só que quanto mais o relacionamento se desenvolve, mais fica claro que nem tudo é o que parece.

Jennifer Brown, autora do livro, não poupa detalhes do horror que é um relacionamento abusivo. A manipulação emocional, a culpa que a vítima sente, as dores, a solidão. Tudo é retratado em Amor Amargo. E não é fácil de ler. O leitor vai sentir as emoções que a protagonista sente.

Apesar de não ser fácil e em diversos momentos ter sentido a necessidade de parar a leitura por não estar me sentindo bem lendo aquele sofrimento todo, Amor Amargo é um livro com uma temática que precisa ser debatida, porque muitas pessoas ainda não conseguem entender quando um relacionamento é abusivo, outras ainda culpam a vítima. Então é preciso falar sobre esses temas, principalmente na adolescência, época de formação. Se muitos jovens souberem cedo como sair de algo tão doentio, como o livro trata, serão adultos melhores e mais conscientes.

Um comentário em “[Crítica] Amor Amargo – Jennifer Brown

  1. Não sabia que esse livro tratava dessa temática. Fico contente em saber que as editoras estão publicando livros com assuntos que precisam ser mais debatidos.

Deixe uma resposta